quinta-feira, 18 de junho de 2015

NOSSO EMAIL

POR FAVOR QUEM QUISER PODERÁ SE COMUNICAR PELO NOSSO EMAIL:

pdvestatutario@yahoo.com.br

 A COORDENAÇÃO.

24 comentários:

  1. SR. ANTONIO BARBOSA ENTRAREMOS EM CONTATO SIM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigos de sempre e ferrenhos lutadores da Comissão da Baixada - RJU, que aqui exalto e enalteço pela ímpar e original iniciativa de transcender barreiras e obstáculos, quase intransponíveis, mas enfrentadas e que enfrentam até hoje contra governo federal (MPOG e Presidência da República), sem nenhum propósito remuneratório ou louros, mas por um ideal e causa que não é apenas e somente de vocês, mas de milhares de ex-servidores federais estatutários da União, que aderiram aos pdv's em o todo país e que se iniciou há mais de cinco anos. As vezes com êxito e avançando sobre os que podiam e podem resolver este suplício em que se tornou nossa reintegração. Outras vezes, com recuos por conta dos descasos da administração pública, má vontade de algumas autoridades e até de um simples servidor que "se fez ou faz" de rogado para não ajudar, mas atrapalhar.
      Dito isto, caros e bravos guerreiros, longe de desmerecer o mérito de qualquer tipo de apoio, de quem quer que seja ou venha; seja de um notório jurista, operador de direito, economista, administrador público ou de empresas, de um simples ex-servidor federal estatutário ou mesmo de um anônimo sem nenhuma ilibada reputação ou notório saber jurídico e de gestão pública, sou de opinião, que os companheiros reúnem, por si sós, condições favoráveis e meritórias para "tocar" essa missiva, como veem fazendo há mais de meia década.
      Como está claro que a Dilma não atenderá nossos clamores, até porque sua equipe econômica, com base nas medidas e teorias "draconiônicas" que vem tomando contra o trabalhador em geral, com a desculpa do famigerado ajuste fiscal e, que por isso vetariam qualquer demanda que estivessem na contramão desta "ideologia política" que vislumbrem aumento de despesas da união; não consigo enxergar, mesmo no fundo do túnel, uma luz que seja favorável a alguma tentativa por esta estrada, ainda que o mérito desse desiderato, caso chegue ao STF, além de muitíssimo demorado, estaríamos fadados ao insucesso porque o STF de hoje "advoga" para o executivo. Vejam o caso da caixa de previdência dos aeronautas e aeroviários (AERUS - Varig, Transbrasil, Vasp, etc...), já julgada, transitado em julgado, expedida a ordem de pagamento para o governo federal fazer cumprir a sentença (execução), com grande e intensivo apoio político supra partidário, MAS AINDA TERÁ UM LONGO CAMINHO A PECORRER PARA QUE O CONGRESSO ABRA CRÉDITO SUPLEMENTAR ou ESPECIAL PARA PAGAR OS POBRES E SOFRIDOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DAQUELE FUNDO DE PENSÃO.
      Assim, meus amigos e companheiros da Baixada, ainda que recebamos ajudas de quem quer que seja, foquem no Senhor Charles Capella e em todos que, de dentro ou fora do palácio do planalto (incluindo aí todos os parlamentares das duas casas do congresso nacional), possam, em curto espaço de tempo, fechar o que os amigos iniciaram junto aos setores do executivo MPOG e PR), bem como acompanhar e interceder, com estes mesmo colaboradores, o avanço do Pl 4293/2008 nas comissões que deva tramitar para chegar a sanção da presidente. Não existem "fórmulas secretas", nem outras alternativas, sejam elas emanadas do direito administrativo, pelo poder dos atos administrativos - discricionários ou vinculados. Nosso caso é iminentemente POLÍTICO. ABS, e vamos a luta. Jr.

      Excluir
    2. Onde se Lê PECORRER, leia-se PERCORRER.

      Excluir
  2. wilson miguel da fonseca20 de junho de 2015 15:21

    Desde que entrei no PDV, a minha vida foi se tornando cada vez pior. Sou deficiente físico e para sobreviver até hoje tive de enfrentar uma árdua luta. Hoje, por não ter condições de pagar por um teto, moro em casa de amigos, Alguém neste blog falou que parecia que as pessoas estavam perdendo as esperanças, pois, ninguém mais se manifestava... De fato, há uma tristeza rondando por todos os lados, todo dia surge novos escândalos e o foco toma outro rumo. Embora meu coração esteja apertado e triste, faço todo dia um exercício de fé para vencer as horas que terei de passar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro companheiro pdvista Wilson. Parabéns por sua luta em ter enfrentado com fé e esperança todas as adversidades que "imagino" pelas quais tenha passado. A pessoa a quem o amigo se refere de ter dito sobre a falta de fé, esperança e dos comentários neste Blog, sou eu. De fato você tem toda a razão em dizer que outros assuntos que assolam nossos dias e o país, de alguma forma, sombreiam ou nos deixam atordoados, perdendo nosso norte e nos deixando até impotentes para nos manifestarmos. Mas amigo, fora a descrença absoluta que o país vive, em todos os sentidos, o que mais me incomoda e creio que, também, a maior parte das pessoas que se encontram em nossa situação é o silêncio, conformismo e comodidade em que se encontram, como se estivessem inertes e, simplesmente, delegando toda esta luta a Deus e a uma só pessoa (Comissão da Baixada). Isto mesmo. Como se o fim estivesse chegado. Estou doente crônico, mas não estou morto. Assim, como você mesmo diz, seu exercício de fé é sua obrigação para com a divindade, mas você, ainda que provocado, fez sua parte; isto é: se manifestou, mesmo com suas limitações - se manifestou. Isto demonstra seu dever cumprido. Da minha parte, espero que todos os pdvistas estatutários do país, façam o mesmo que você; porque ?? por que por mais sofrível que seja a batalha, não chegou ao fim. O fim é a morte. Parabéns mais uma vez e que Deus toque os corações dos homens que possam nos ajudar. Luís Eduardo Leme - Salvador/BA.

      Excluir
  3. A orientação externa recebida na página anterior (Notícias: MPOG encaminhou nosso Processo para o Arquivo) mudou totalmente a minha visão concernente à nossa causa. De vítima (pedevista), vejo uma página virada na minha vida para detentor de direitos a proventos (Servidor Pedevista). E, ainda que estou sem as rendas de estatutário, contudo ainda tenho outros recursos e, entre os meus amigos, um advogado bem sucedido que teve que tolerar todas as minhas indagações este final de semana. Realmente, sei que é difícil para alguns colegas que perderam a capacidade de dirigir-se até os seus órgãos de origem, mas nesse caso eu passaria nem que fosse em frente. Além disso, somos de um país onde se confia em Deus, e todos os órgãos possuem os Sindicatos vinculados que prestam assistência gratuita, e apoio moral, atestam documentos, orientam... Mas, o que quero dizer é que o meu amigo disse categoricamente, após observar a página anterior do nosso Blog: eu acho que o Governo deu um "tiro no pé". Pelo RJU o Ato de Nomeação é preservado no Direito Administrativo pela Irrevogabilidade, tanto pelo direito adquirido (CF, art. 5º, XXXVI), e também por ser ato complexo. Mas eu disse: "Estou falando da Exoneração". Ele respondeu: "é tiro nos dois pés". Para o caso do PDV, que tinha um enfoque de "concessão" aos integrantes, isto implica em Reversão. No caso, contra a Presidência da República. O ônus global vai dar em cerca de 10 (dez) bilhões de reais. O Supremo vai negar o retroativo (prejuízo para os Servidores Pedevistas), mas vai aceitar a tese do afastamento sem remuneração que é o que realmente está acontecendo com vocês: são servidores afastados, porque não sabem como voltar...

    ResponderExcluir
  4. É do direito administrativo e constitucional (ex-TGE), fato e lídimo o que o anônimo escreve acima. De direito, isto remete a Reversão e é certo. Contudo, de fato, sou de opinião, à míngua de outra explicação plausível, jurídica e legal, que na "prática" não se conclui nas palavras do anônimo. ENTÃO: como fazemos para retornar via Reversão ?? . Abs, Jr.

    ResponderExcluir
  5. Anonimo, por favor, encine á nós pedevistas como nós faremos para voltar ao trabalho.

    ResponderExcluir
  6. Rio de Janeiro, 23 de junho de 2015

    Essas palavras são animadoras. vejo que os amigos PDVistas estão vislumbrando, caminhos q poderemos percorrer. Só fico preocupado é com o tempo decorrido, caso tenhamos q ir à Justiça ( STF ). Aguardo comentários sobre este assunto . Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma boa banca advocatícia. Com bam bam ban's de advogados, que defendem "poderosos" bons ou maus, que tenham trâmite livre com ministros e juristas junto aos tribunais superiores (STJ ou STF - mas provável o STF), fariam nós revertermos a situação em poucos dias ou, no máximo, alguns meses (1 ou 2). Para isso, não precisaríamos contratar ninguém, até pq nossa situação é de calamidade pública. Normalmente estas bancas fazem isto, até para subir no ranking de suas notoriedades e expertise - além deles serem remunerados, pela via da sucumbência e/ou sucesso da ação movida, pois está no estatuto da OAB. Portanto, Pessoal da Baixada, FICA A DICA para se chegar perto de um desses notórios operadores do direito que, creio eu, não é tão difícil, pois eles representam políticos com os quais vcs se relacionam e outras autoridades pelas quais vcs já passaram um dia. Abs. Jr.

      Excluir
  7. senhores, acredito que nosso caso já seja considerado" jurisprudência", pois não teve funcionários, que voltaram ao trabalho por medida judicial?

    ResponderExcluir
  8. Muitos,mais muitos PDVISTAS são absolutamente por fora das nuances
    da causa pedevista.Acreditar que voltemos por via jurídica,é utopia sem sentido.O nosso caso para ser resolvido é somente por via administrativa,através da aprovação certa do PL 4293/2008. Esse comentário de um caro que se disse:"jurista",onde afirma ou deixa a entender que temos chances de acionar a justiça,repito,é de quem está querendo enganar como enganaram muitos pedevistas,como eu lá no Estado de Rondônia.Cuidado! vamos acreditar no nosso PL. Renaldo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Companheiro Renaldo. Assim como você e outros companheiros pdvistas, estou com a boca aberta até agora, depois do que li o que o senhor nominado jurista postou desde seu primeiro comentário, Respeito a opinião de todos, mas tudo tem limite e o que ele disse é quase algo inanimado. Eu não entendi patavinas de nada. Acho isto tudo de uma abstração e surrealismo total.

      Excluir
  9. Pierri G. Campos. Bom dia Celso, Jorge, Sebastião e Roberto, e bom dia também para todos os guerreiros, meus irmãos, que apoiam o trabalho da Comissão da Baixada. Esta é a última vez que dirijo a palavra a todos os Servidores Pedevistas, depois retornarei para Santiago e, de lá, tenho certeza que vou assistir a Vitória tão esperada por todos vocês. Um colega perguntou, na página anterior, se iria para o local de lotação com uniforme, como se tivesse trabalhando... A Coordenação respondeu com uma Placa da Lei 8.112/90 (Consulte, e conheça seus direitos e deveres). Por isso digo que vocês não devem se preocupar, pois existe uma boa coordenação no processo de reintegração, que precisa, claro, de apoio para as viagens a Brasília, onde tem agenda no Ministério do Planejamento, e onde poderão verificar também outras aberturas para o processo de reintegração. Eu não posso participar como membro do Blog, pois as suas angústias são outras, mas posso ser solidário. Por isso mostrei o Direito Administrativo como a roupagem do RJU, onde está clara a estratégia do Governo contra os Servidores Pedevistas, que é o SILÊNCIO ADMINISTRATIVO. O Silêncio sempre foi utilizado pelos mais estrategistas dominadores, não só no Brasil, mas em outros países. Isto resulta em direitos administrativos para os Servidores Pedevistas, pois transforma-se em forma concreta em assunto de justiça. Por isso não há prescrição. A Coordenação não vai cuidar deste assunto comigo, um cidadão comum que é solidário com os Servidores Pedevistas. Se for necessária alguma ação fora do Executivo, a Coordenação sabe como contratar um especialista para o assunto: o desembolso é apenas o apoio de viagens para a Comissão da Baixada. Eu já estou sendo repetitivo: tudo isso eu já tinha dito nas exposições anteriores. O melhor caminho é realmente conhecer os "seus direitos e deveres", conforme a Coordenação sinalizou na placa acima, da Lei 8.112/90. Um grande abraço. Pierri G. Campos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo sem o conhecermos pessoalmente, agradecemos sua participação e gentileza pelas orientações jurídicas, as quais serão de grande valia para todos os ex-servidores, assim como para a Comissão da Baixada.

      Excluir
    2. Ainda to voando alto... Continuo a entender bolufas.... Este Pierre é o tal Jurista? Alguem podia esclarecer em meias palavras tudo isto....

      Excluir
    3. É o próprio caro Alex, que está num estágio estratosférico de transcendência, agora saindo à francesa para santiago-chile e deixando um legado de interrogações à alguns mais esclarecidos pedevistas, com desconexões e discernimento além do limite da capacidade humana de percepção cognitiva. Deus nos acuda. Aparece cada uma. Vamos rezar , para que Deus nos dê o norte verdadeiro da trajetória que nós temos que efetivamente percorrer.

      Excluir
  10. Alex, meu amigo, você se expressou, o tal jurista isso não é tipo de se manifestar á um cidadão que está querendo nos ajudar, por favor peça desculpa, e procure ser mais calmo sei que você está nervoso, tem muita gente igual a você, mas prefere ficar calado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo. o companheiro só pode estar usando óculos 3D, já que não vi ou li nas palavras do colega Alex, qualquer expressão de ofensa ao "jurista", como você quis dar essa conotação pejorativa, por ele ter colocado o vocábulo "tal" na frente do substantivo. Afinal, a denominação "tal jurista" foi quase uma alcunha criada pelo próprio autor, dita por ele mesmo e que depois se apresentou, na verdade, como sendo Sr. Pierri G. Campos. Portanto, não vejo nenhum sentido o Alex se desculpar, porque em nenhum momento se caracterizou desrespeito ou falta de educação do mesmo para com o Sr. Campos. E quanto aos que ficam calado e que você enaltece, mais vale um ditado do meu avô, que dizia: em boca calada não entra mosca, mas também não entra um centavo. Reflita sobre isto e faça uma analogia por que a maioria dos pedevistas estão inertes, passivos ou cômodos, aguardando resultados com a sobrecarga "delegada" aos guerreiros da Comissão da Baixada, que estão sozinhos lutando. Caia na real amigo, são mais de 5 anos em voo solo que os lutadores estão enfrentando os céus do MPOG e do Palácio do Planalto. Faça-me o favor, tenha consciência. A civilização humana é movida pelas relações do diálogo e de se expressar. Continuem então calados. Cada dia um pedevista fica velho, enlouquece, fica doente ou até sua vida se esvai, de tão lastimável é sua condição moral, social, familiar, financeira e de infelicidade. Aconselho você dar uma espiadela lá na movimentação do PL 4293/2008; pois além de um pedido do "tal" de Valdemar (que representa o pessoal da Petrobras), apareceu outro, que desta vez é o "tal" de Ary Taunay Filho (representante dos pedevistas do B.B), a pedir ao presidente da Câmara dos Deputados que avance na CFT com o nosso projeto. Já são milhares de outros servidores querendo pegar carona no nosso PL. Eles estão certos porque são unidos, se relacionam e interagem, em alusão ao ditado - em boca fechada nã......Portanto PEDEVISTAS ESTATUTÁRIOS FEDERAIS, participem, abram a boca e não fiquem velando suas omissões. Falei. Jr.

      Excluir
    2. Brilhante, brilhante, brilhante, meu caríssimo Junior, parabéns! Ao meu amigo Alex também. Ha muito tempo venho mostrando a desunião com os PEDEVISTAS ESTATUTÁRIOS e nunca foi publicado no BLOG, com as mais brilhantes e melhores das intenções de unir o nosso povo. Sinceramente, desculpe mas tive que copiar o seguinte: suas palavras finais "Já são milhares de outros servidores querendo pegar carona no nosso PL. Eles estão certos porque são unidos, se relacionam e interagem, em alusão ao ditado - em boca fechada nã......Portanto PEDEVISTAS ESTATUTÁRIOS FEDERAIS, participem, abram a boca e não fiquem velando suas omissões. Falei. Jr.
      Brilhante, brilhante, brilhante, brilhante, brilahnte, incansavelmente brilhante. Cunha/INSS/PR.

      Excluir
  11. Só tem uma coisa que não consigo entender!! O Deputado Leonardo Pirciani que abraçou a nossa causa na época, chega ao poder máximo, onde pode negociar diretamente com o governo, até troca de favores, não se manisfesta nada? ou foi mera formalidade? sem ofensas a ninguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Maurício. Eu não votei nele, porque sou de Aracaju-SE. Mas a passividade e responsabilidade com que ele acena para não nos ajudar, tem ou teria que ser cobrado pelos seus eleitores que são do RJ. Você não acha?

      Excluir
  12. Tomei essa iniciativa, para conversar on-line com os membros do Blog pdvestaturariorju. Ao fazer login no Blog é possível utilizar a opção do gmail para comunicação em tempo real. Eu acho que não temos ainda registros para divulgação no Google+...

    ResponderExcluir

Antes de fazer seu comentário, observe as seguintes regras:

1. Uso de palavrões e demais expressões ofensivas a representantes da comissão da baixada estão proibidos. Críticas construtivas são permitidas e sempre foram um diferencial da comissão da baixada, mas pedimos aos nossos usuários que usem o bom-senso.

2. Ofensas pessoais a outros comentaristas estão proibidas

3. Críticas ao blog são estimuladas, pois acreditamos que podemos crescer com elas. Os usuários que querem fazer críticas construtivas entenderão. Os que só querem tentar denegrir a imagem do blog darão razão à necessidade da restrição.

AGRADECEMOS SUA COMPREENSÃO.